Especialidades

Acupuntura

A acupuntura veterinária, assim como a técnica praticada em humanos, é um método terapêutico que visa estabelecer o equilíbrio da energia vital do organismo dos animais por meio da punção de microagulhas, aplicação de calor, pressão, estímulo, eletroestimulação, injeção de substâncias ou laserterapia direcionados aos acupontos.

Essa terapia pode ser praticada frequentemente e é recomendada para todas as doenças em geral que causam ou são provenientes do desiquilíbrio energético, como dores, problemas na coluna, doenças crônicas, osteomusculares e sistêmicas, doenças infectocontagiosas e relacionadas ao sistema imunológico, dermatopatias, problemas respiratórios, doenças endócrinas, distúrbios comportamentais e estresse.

 

CURIOSIDADES SOBRE A ACUPUNTURA VETERINÁRIA 

Os animais aceitam bem o agulhamento? Sentem dor?

De maneira geral, quando o agulhamento é realizado de forma cuidadosa e correta, não deve ser significativamente dolorido. Alguns acupontos tendem a ser mais doloridos devido à sua localização anatômica. Pontos próximos a ossos e extremidades, por exemplo, podem causar maior sensibilidade, assim como regiões afetadas por  hérnias de disco, intervenção cirúrgica ou artrose.

Para quais doenças a acupuntura veterinária é indicada? Existem contraindicações?

A acupuntura veterinária é capaz de tratar diversas patologias – inclusive pode ser adotada no tratamento de desordens osteomusculares, para alívio da dor e melhora da locomoção no caso de doenças degenerativas, desordens neurológicas, patologias gastrointestinais, dermatopatias, patologias imunomediadas e endócrinas e desordens urológicas. Porém, a acupuntura pode ser contraindicada em caso de danos anatômicos, como perfuração de vasos ou nervos, e por isso é de extrema importância realizar o procedimento com profissionais credenciados.

É possível tratar distúrbios emocionais dos animais, como agressividade, medo ou ansiedade, por meio da acupuntura?

A acupuntura pode sim ser utilizada no tratamento para controle da ansiedade e da agressividade, no entanto distúrbios emocionais são multifatoriais e dependem diretamente da capacidade de controle da influência dos fatores ambientais que podem ser responsáveis por alterações do comportamento.

Por que a fitoterapia chinesa é associada à acupuntura veterinária? 

A prática da acupuntura veterinária associada à fitoterapia chinesa tem alcançado ótimos resultados no tratamento das mais distintas desordens do organismo. E embora ambas as técnicas apresentem grande sinergia, a prática isolada de uma ou outra poderá ser suficiente para o tratamento dos pacientes.

 

 

Nina Maglioranza Castilho CRMV/SP 20867. Graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual de Londrina – UEL. Mestrado pela Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp. Doutorado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Estadual Paulista – Unesp (Botucatu). Especialização em Acupuntura Veterinária e Fitoterapia Chinesa pelo Instituto Bioethicus.