Dicas

Noticias

O que é a LROF – Lesão Reabsortiva Odontoclástica de Felinos

Muito comum nos gatos com idade avançada, a Lesão Reabsortiva Odontoclástica de Felinos (LROF), também conhecida como reabsorção dentária, é uma enfermidade grave e muito temida pelos tutores de felinos. Essa doença é caracterizada pela destruição dos dentes, provocada pelo próprio organismo, sem uma causa definida.

Principais sintomas da LROF

Geralmente, os gatos acometidos pela LROF sofrem muito com a reabsorção dental e apresentam inflamação ou inchaço na gengiva ao redor do dente afetado, excesso de salivação, dificuldade de mastigação, falta de apetite, halitose, lesões e, no estágio mais avançado, a perda dos dentes; ou podem simplesmente não apresentar qualquer desses sintomas. A doença se manifesta inicialmente na gengiva, afetando posteriormente a raiz e a coroa dos dentes, ocasionando o surgimento de uma lesão (buraco) na parte interna ou externa.

Uma das melhores formas de identificar a afecção é observar se o gato tem dificuldade, se recusa ou sente dor ao se alimentar. Diante desses sintomas é importante atentar-se ao diagnóstico, pois a LROF é facilmente confundida com a cárie de felinos e pode levar tanto à desnutrição como à morte. Ainda que se mantenha a higiene bucal diária do seu pet, é importante realizar visitas ao dentista veterinário periodicamente, para análise clínica.

De causas e diagnósticos ainda desconhecidos em todo o mundo, atrás apenas da doença periodontal, a LROF é a doença mais comum em felinos e pode afetar quase toda a população mundial da espécie, comprometendo desde a reabsorção do esmalte até toda a estrutura dentária, sem conhecimento de um tratamento eficaz.

Uma vez que a prevenção seja a melhor ação contra quaisquer tipo de doenças, ainda não se chegou a uma conclusão sobre o melhor método preventivo contra LROF, que tem acometido até mesmo os animais com excelente saúde bucal e os que foram submetidos à exodontia. Trata-se, no entanto, de um processo degenerativo que pode progredir de forma indeterminada (do primeiro ao quinto estágio) ou estagnar após afetar algum ponto da cavidade bucal.