Doença periodontal em Pets: conheça o diagnóstico e como previnir

Doença periodontal em Pets: conheça o diagnóstico e como previnir

A doença periodontal é um dos problemas mais comuns em pets, principalmente os cachorros. Isso acontece por uma razão muito simples: falta de escovação. Pode parecer besteira, mas a higienização é essencial desde filhotes, para evitar que complicações os atinjam no futuro. Para saber mais sobre a doença periodontal continue a leitura!

O que é doença periodontal e como saber se seu pet tem esse problema

Devido a falta de higienização, 9 em cada 10 pets acabam adquirindo a doença periodontal. O problema é caracterizado por inflamação da gengiva e nos tecidos envoltos aos dentes do animal. O resultado é a formação da placa bacteriana que se acumula, permitindo que bactérias destruam o ligamento periodontal.

Por ser uma doença que se agrava gradativamente, quando não cuidada há tempo, acaba colocando em risco a saúde bucal dos pets. Em estágio avançado, pode levar a queda dos dentes, sendo os animais adultos e idosos os mais propensos.

Para identificar se seu animal tem a doença periodontal é simples. O mau hálito é o sinal mais perceptível. Ele é causado pela halitose que libera gases sulfurosos ocasionando mau cheiro. Em segundo lugar, vem a inflamação da gengiva, com sangramentos e dor.

Caso você não saiba identificar uma boca saudável, ela é definida por dentes brancos e gengiva em tom rosado. Quando inflamada, ganha áreas com pigmentação escura. Como resultado da inflamação da gengiva, os dentes do animal criam manchas marrons que chamamos de tártaro, uma placa bacteriana que endurece na superfície dos dentes, facilitando o acúmulo de alimento e intensificando o grau da doença periodontal.

Meu pet possui a doença periodontal, o que fazer?

Infelizmente, não existem tratamentos que envolvam medicações. A única solução é tratar a doença com tratamento odontológico. O animal recebe uma anestesia geral e é sujeito a raspagem das raízes e dentes, polimento e em casos mais graves, a extração dos dentes comprometidos.

Embora qualquer cirurgia cause receio nos donos, esse procedimento leva 1 hora e costuma ser simples. Quando a doença está em estágio avançado, pode levar 2 horas ou mais, mas normalmente o animal recebe alta no mesmo dia.

Como evitar este problema

Antes de mais nada, é importante ressaltar que qualquer grau da doença periodontal deve receber tratamento. Por isso, não espere que a quantidade de tártaro ou um pequeno mau cheiro da boca de seu pet aumentem para resolver o problema.

Agora, se você não deseja que seu cão ou gato passe por essa situação, não há como fugir. A melhor maneira de prevenir a doença é com a escovação dentária diária.

Uma outra forma de distraí-los e mesmo assim colaborar nos cuidados dentários é comprar uma escova e mordedor (é um produto só). Assim ele brinca com o objeto e sem saber, estará limpando seus dentes.

Não há mais solução? Hora da cirurgia

Leve seu pet para fazer uma consulta, assim é possível avaliar sua saúde e realizar o tratamento, independentemente do grau. Aqui na Alpha Conde, ele passará por uma avaliação com nossos médicos veterinários. Entre em contato para mais informações. Agende uma consulta ou ligue para (11) 4193-8231.

Outros artigos