Otite externa: entenda os sintomas e tratamento nos cães

Otite externa: entenda os sintomas e tratamento nos cães

Um problema relativamente comum em muitos cães é a otite externa. Isso porque a fisiologia de algumas raças faz com que os microrganismos que causam a doença se proliferem mais facilmente. Por isso, preparamos um artigo explicando o que é essa infecção, seus principais sintomas e também como é feito o tratamento para que você esclareça todas as suas dúvidas. Continue lendo!

O que é otite externa?

A otite externa é um tipo de inflamação/infecção que atinge o ouvido dos cães, principalmente em raças que possuem a orelha caída, como beagles, cockers e bassets. 

Ela se dá por conta das bactérias, ácaros e fungos naturais que vivem nessa região do animal. Normalmente, elas vivem em harmonia com o organismo. Porém, quando a imunidade do pet cai ou quando alguns fatores que predispõem seu crescimento estão presentes como umidade e temperatura mais alta, elas se reproduzem em maior escala e levam a essa infecção. 

Existe também a chance de inflamação por parasitas, como pulgas, carrapatos e ácaros, doenças alérgicas e outras doenças que impactam na renovação da pele ( como desordens na queratinização).

Quais os principais sintomas?

O ideal é identificar a doença o quanto mais rápido possível para poder tratá-la de maneira mais efetiva. Alguns dos principais sintomas que os donos devem ficar atentos no pet são:

  • Dor ao coçar a região da orelha
  • Coceira intensa tanto com a pata quanto esfregando no chão
  • Cheiro forte no ouvido
  • Excesso de secreção/cera
  • Chacoalhar a cabeça constantemente

Casos mais graves podem levar o cão a perder o apetite, por conta da dor, e até mesmo comprometer a audição do animal. Por isso, se houver qualquer suspeita de que seu pet possa estar com otite externa, procure uma clínica veterinária de confiança.

Tratamento de otite externa

Antes de tudo, o veterinário irá realizar alguns exames para determinar o nível de gravidade da doença. Além do relato do dono, o profissional também irá fazer a otoscopia, onde introduz um instrumento dentro do ouvido do animal para visualizar a situação. 

Na maioria das vezes, o tratamento é feito com limpeza nos ouvidos e aplicação de medicamento. Este, pode inclusive ser aplicado em casa pelo próprio dono. No entanto, apenas o veterinário pode receitar esse remédio e sua posologia. Muitas pessoas costumam comprar e aplicar por conta própria por não considerar uma doença grave e acabam levando a quadros mais graves e a resistência de bactérias , complicando ainda mais a otite. 

Como evitar que isso aconteça?

Por mais que existam diversas causas que levam o cão a ter otite externa, de maneira geral, alguns cuidados podem ser tomados para evitar que ela surja, tais como:

  • Fazer limpeza semanal no ouvido do animal
  • Levar o pet para tomar banho em locais de confiança
  • Ao dar banho em casa, utilizar protetores auriculares
  • Enxugar a orelha do cão sempre que estiver molhada
  • Visitar ocasionalmente o veterinário para fazer consultas periódicas

Não se esqueça: se você perceber algum dos sintomas citados acima, verifique junto ao profissional sobre algum possível problema ou doença. Aqui na Alpha Conde você conta com veterinários especializados que podem ajudá-lo nesse tratamento. 

Agende uma consulta e continue acompanhando nosso blog para conferir muitas outras dicas e conhecimentos para um pet saudável e feliz!

Outros artigos