Principais causas da queda de pelo em cães

Além de ser motivo de preocupação para os tutores, a queda de pelo dos cães também se torna muito desagradável quando tapetes, roupas e ambientes passam a ficar repletos de pelos. Mas para resolver esse problema é importante saber quais são suas principais causas.

Algumas raças já possuem naturalmente maior predisposição à queda de pelos, mas, além disso, existem alguns fatores externos que interferem diretamente no aspecto da pelagem do animal e se evitados podem diminuir significativamente e até mesmo acabar com a queda de pelos.

A culpa pode ser da ração

Alguns tipos de ração podem apresentar uma quantidade de nutrientes abaixo da que o pet precisa ingerir. A alimentação também pode apresentar baixo índice de água ou ingredientes que causem alergia ou intolerância, acarretando desidratação e, consequentemente, a queda dos pelos. Nesse caso, são recomendadas rações mais úmidas, com ingredientes naturais, valor nutricional equilibrado e sem adição de corantes.

Outros fatores que podem causar queda de pelo

Além da alimentação, o contato com agentes parasitas, como pulgas e carrapatos, pode ocasionar alergias e irritações na pele, que também levam à queda de pelos.

Não menos importante e influente na queda de pelos, a higiene é um fator determinante para a manutenção da saúde estética dos cães – banhos regulares auxiliam na remoção de pelos mortos e soltos e evitam que fios se soltem pela casa e impregnem nas roupas e estofados. Por outro lado, como tudo em excesso pode se tornar prejudicial, banhos frequentes em um curto intervalo de tempo podem causar ressecamento da pele e contribuir para a queda dos fios. No entanto, se mesmo seguindo essa rotina de cuidados seu pet apresentar queda de pelos, é recomendado visitar um veterinário, que terá toda expertise necessária para investigar o quadro clínico e prescrever a melhor medida para recuperar a saúde do pet.

Outros artigos